Vagas de trabalho na Itália

vagas de trabalho na itália

Hoje em dia a Itália tem passado por grande dificuldade em ocupar as vagas disponíveis de trabalho, por vários motivos;

O salário muitas vezes é o maior vilão, mas tem também a falta de interesse de italianos em ocupar as vagas que estão disponíveis e que muitos consideram sub-emprego, e por isso não se colocam a disposição.

A Itália tem um alto índice de evasão escolar e por esse motivo também, encontrar profissionais com qualificação nem sempre é uma tarefa fácil para as empresas.

O país oferece vantagens aos italianos que no início da vida adulta, mas isso nem sempre dá certo.

A maioria acaba escolhendo se mudar para países vizinhos por encontrar ofertas de trabalho com salários e condições melhores que a própria Itália.

A anos a Itália sofre com o desemprego acima dos 10%, como dissemos anteriormente o italiano é muito seletivo em relação a cargos que deseja ocupar e isso não ajuda o índice de desemprego a baixar.

Desinteresse de Italianos = Interesse de Estrangeiros

Um levantamento feito pela Confederazione Generale Italiana del Lavoro; CGIL estima ainda que 200 mil novos postos deverão ser criados para postos não qualificados nos próximos anos, assim como qualificados, onde 1/3 desses devem ficar vazios por falta de talentos para aplicar às vagas.

É por isso que muitas empresas estão recorrendo à mão de obra estrangeira para preencher essas vagas.

Os principais setores dotados de vaga têm sido:

– Setor de tecnologia da informação;

– Mecânica;

– Têxtil;

– Alimentar;

– Químico e Moveleiro.

Recentemente o governo aprovou a criação do Reddito di Cittadinanza, onde fica previsto o pagamento mensal de uma ajuda de custo para a população de baixa renda.

Entretanto, os beneficiários não podem recusar 3 ofertas de trabalho seguidas nos centros de emprego espalhados pelo país.

É uma das apostas do governo para reaquecer a economia italiana, que entrou em recessão técnica recentemente e que literalmente não pode ter tantos postos vagos assim, perdendo potencial de movimentação econômica.

Profissões com os melhores salários

O portal Money.it listou os empregos na Itália mais remunerados em 2018.

Os salários variam de 18 mil a 35 mil euros por ano.

Confira:

– Operador de importação-exportação;

– Funcionário da alfândega;

– Gerente de exportação;

– Gerente de vendas;

– Engenheiro de computação;

– Engenheiro de energia;

– Desenvolvedor mobile;

– Gerente de comércio eletrônico;

– Tradutor e intérprete;

– Remetente de frete.

Principais vagas para Brasileiros

Na Itália, algumas vagas são mais comuns e conseguem absorver melhor os brasileiros que procuram trabalhar.

Abaixo deixamos esses cargos específicos para que você consiga fazer uma pesquisa por vagas mais segmentadas:

– Profissionais de beleza, como barbeiros, cabeleireiros, manicures e afins;

– Panificação, quer sejam ajudantes de cozinha ou chef’s;

– Encanador;

– Cozinheiros;

– Profissionais de costura;

– Mecânica.

HACCP é um certificado essencial para desempenhar funções na Itália que lidam com alimentos e bebidas, como é o caso de cozinheiro, garçom, ajudante de cozinha e lavador de pratos.

Os empregadores geralmente solicitam esse documento aos funcionários, caso contrário, podem levar multa da fiscalização sanitária.

Para conquista-lo, você deve fazer um curso presencial que custa de 100 a 120 euros.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email